Notícias

Certa promove programa de uso racional de sacolas plásticas

Continua a todo vapor o programa da Certa que visa reduzir o uso de sacolas plásticas, diminuindo assim o impacto ambiental.

Os principais fatores de incentivo à diminuição do uso de sacolas plásticas são: minimização da poluição e diminuição de sacolas nos aterros sanitários.

No programa são descritas as ações que a empresa estabelece em todas as unidades. De acordo com a diretora comercial Kátia Pehrson, os gerentes e encarregados de cada departamento são responsáveis pelo cumprimento dos padrões estabelecidos, como: “as sacolas plásticas são de uso exclusivo dos caixas, quando necessária a embalagem de produtos vendidos; mercadorias de entregas e transferências de lojas devem ser acomodadas em caixas de papelão; o uso de sacolas na venda deverá ser racionado ao máximo, ou seja, os caixas devem procurar condicionar o máximo de produtos em uma sacola”, explica. 

Conscientização quanto à responsabilidade socioambiental sempre foi um dos objetivos da Certa Material Elétrico, que atua como multiplicador de suas práticas ambientais, por isso convoca todos os colaboradores a praticarem o uso racional de sacolas plásticas.

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, o plástico leva cerca de 400 anos para se decompor nos aterros sanitários ou nos lixões e o uso do material descartável em excesso resulta no acúmulo de lixo que vai parar nos bueiros, nos rios e nos mares, matando animais e demandando altos investimentos do governo. São distribuídas, no mundo, entre 500 bilhões e um trilhão de sacolas plásticas por ano. 

Em razão disso, o Ministério do Meio Ambiente também iniciou um trabalho em junho do ano passado, com o intuito de reduzir o uso desse material. Com o tema “Saco é um saco”, a campanha pode ser conferida em propagandas na TV, no rádio e em outras mídias. 


<< Voltar para Notícias